Henrique Neves

Henrique Neves (1975) é um ator brasileiro. É considerado um dos atores mais polivalentes da sua geração. Aos 13 anos ingressou no curso “O Tablado” de Maria Clara Machado. Sua primeira atuação profissional foi na peça “O Ateneu”, com apenas 15 anos. Entre as principais peças de teatro desta época destacam-se “Os Meninos da Rua Paulo” (1992), espetáculo com longas turnês pelo Brasil, e o “Despertar da Primavera” (1994) onde viveu o grande desafio de representar vários personagens no mesmo espetáculo, e ainda assinou a ceno- grafia do espetáculo. Em 1993 ganha seu primeiro prêmio, no Festival de Cannes, com “Falta D’água”, Melhor Campanha Publicitária para a CEDAE. Com um grupo de novos atores, Henrique Neves e o ator e diretor Michel Bercovitch fundam em 1995 a Companhia Prática de Teatro, CPT. Em 1996 Henrique Neves recebe indicação ao prêmio de Melhor Ator Coadjuvante, e recebe o Prêmio de Melhor Cenário em “Beijo no Asfalto ” (1996) no II Festival de Teatro da Cidade do Rio de Janeiro. A Companhia passa a buscar nos clássicos a força de uma boa dramaturgia, o que proporciona a Henrique Neves bons personagens em atuações vigorosas e criativas. Seguem-se ainda os espetáculos “Sonho de Uma Noite de Verão” (1996), “Rinocerontes” (1995), “O Jovem Torlles” (1996),  “Maria Minhoca” (1996), “Muito Barulho Por Nada” (1998), “Nossa Cidade” (1997), “Coleção de Centauros” (1999), “As Aventuras de Tom Sawyer” (2001), “A Jornada do Rei Arthur” (2002), “Jogos na Hora da Sesta” (2005), “Jogos de Massacre” (2004), “O Beijo no Asfalto” (2006) e “Kalocaína” (2013/2014). Em 2003 Henrique Neves estréia nas telas do cinema com o premiado Curta Metragem “FUI!!!!!” onde interpreta Sinésio, um sonso e esperto taxista. Entre seus filmes destacam-se: “Meu nome Não é Jhonny” (2008), “Feliz Natal” (2008), “Salve Geral” (2009), “O Menino no Espelho” (2014), “Copa de Elite” (2014), “Tô Ryca”(2016), “Um Tio Quase Perfeito”(2017),  “Kardec” (2019). Em 2007 estréia na TV na série “O Sistema”, da Rede Globo, com o hilário personagem Demente. Seguem-se o seriado “Força Tarefa” (2009) na Rede Globo, integrando o elenco principal com o astuto Cabo Oberdan, “As Cariocas” (2010), séries e novelas como, "Mandrake” (2007), “Faça a Sua História” (2008), “Dicas de um sedutor” (2008), “SOS Emergência” (2011), “Aline” (2011), “Entre tapas e beijos” (2011), “Louco por elas” (2012), “Nova Malhação” (2013), “Dorothy Para Maiores” (2014), “Romance Policial: Espinosa” (2015), “Terminadores” (2016), “Chapa Quente” (2016), “Me Chama de Bruna”(2017), “Borges” (2018), “Impuros” (2019), “A Divisão” (2020) e as novelas “A Favorita” (2008), “Fina estampa” (2011), “Amor à Vida” (2013), “Além do Horizonte” (2014), “Liberdade Liberdade” (2016), “Haja Coração” (2016), “Pega Pega” (2017), “O Outro Lado do Paraíso” (2018), “Bom sucesso” (2019) e “Gênesis” (2020). Participa de sua primeira produção internacional no seriado francês “In America” (2015), produzido pelo canal francês OCS. Henrique, no hilário papel de Gonzo, diverte e enriquece a trama a partir do segundo episódio até o término da temporada